"O sofrimento pode ser o caminho através do qual chegamos às nossas verdades."



A estrada pela qual chegamos à maturidade atravessa, necessariamente, a escuridão e a solidão. A escuridão, porque sofrer implica perder as referências, desdenhar das explicações, questionar os clichês e aventurar perguntas. A escuridão é o momento quando não caminhamos porque vemos, mas porque intuímos, recordamos e temos fé. Intuímos o rumo certo pelo tanto que já caminhamos, recordamos as experiências aprendidas em momentos semelhantes no passado e andamos por fé, que supera as trevas, prescinde de explicações e transcende as certezas.

A solidão é imprescindível na trilha do sofrimento. A dor pode ser compartilhada, mas jamais transferida. Pode ser percebida, mas não capturada. Pode até ser escondida, mas nunca suprimida. Quem sofre, sofre sempre em solidão. Não necessariamente porque lhe falta boa e providencial companhia, mas porque todo sofrimento pessoal, em sua dimensão mais profunda e essencial, é intransferível. O sofrimento tem sua realidade particular, e não pode ser diferente: cada um sofre por uma razão, é vitimado em áreas distintas, por motivos diversos e com respostas as mais variadas, num dégradé de resiliência que vai da meninice do chororô ao heroísmo quase estóico, incluído entre os tons das cores a grandeza da fé, resignada e esperançosa, e por isso engajada e mobilizadora.

O sofrimento desperta para o ético e o estético. Convoca virtudes adormecidas a que subam ao palco: coragem, perseverança, paciência, honradez, respeito à vida. Possibilita o lapidar do caráter, apara arestas, harmoniza as formas, faz irromper a beleza escondida na frieza do coração. O sofrimento quebranta orgulhosos, vaidosos e prepotentes, faz desmoronar intransigentes, legalistas e moralistas. Como o martelo do escultor, retira os excessos da pedra e dá à luz o belo, o sublime, o deslumbrante.

Quem sofre descobre seus limites identificam verdadeiras amizades, vislumbra novos horizontes, abre a mente para novas verdades e o coração para novos amores. O sofrimento produz compaixão, evoca misericórdia, gera solidariedade. O sofrimento cria caminhos para arrependimentos e confissões, subverte juízos e sentenças, possibilita aproximações e reconciliações.

O sofrimento coloca homens, mulheres, velhos e crianças, de joelhos. Faz com que os olhos procurem os céus. Dilata a alma para o mistério, conclama o espírito para o inefável, inspira poesias e canções, faz surgir nos lábios o perfeito louvor. Quem sofre aprende a perdoar e pedir perdão. Ganha a oportunidade de colocar o rosto no chão, em clamor e oração. O sofredor jamais chora em vão. Deus habita também a sombra e a escuridão.

O sofrimento é o ônus do viver, o custo do amor, a paga pelo crescimento, o preço da maturidade. Viver é muito perigoso, já dizia Guimarães. Amar é muito precioso. Crescer é muito doloroso. Amadurecer é muito custoso. Crer é coisa de teimoso. O sofrimento diminui o poder da morte, dissolve a crueldade da indiferença, envergonha a pequenez da alma, desmascara o mundo de mentirinha da ingênua infância, quebra a maldição da incredulidade. Aceitar a realidade e inevitabilidade do sofrimento é escolher a vida, decidir amar, optar pela plenitude, apostar na fé.

DIA INTERNACIONAL DA MULHER


A direção da rede de Mulheres da igreja Nação de Deus homenageia VOCÊ "Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis." (PROV.31.10).
Ao longo da história bíblica as mulheres vêm sendo honradas e no novo testamento, o filho de Deus,  Jesus Cristo com toda sabedoria divina transformou e mudou a trajetória de muitas mulheres e ainda hoje esta unção permanece através do Espirito Santo de Deus dando bom ânimo, força, vigor, libertação, restauração, restituição, liderança, encorajamento.
Então, VOCÊ MULHER PRECIOSA, VIRTUOSA, SERVA DE DEUS, celebre o dia 08/03 com olhos e pensamentos em Deus, e no coração, não esquecer que toda mulher deve ser:
Como EVA... que soube seguir em frente e aceitar o perdão de Deus mesmo tendo sido a 1ª. pessoa a pecar;
Como a ESPOSA DE NOÉ..., que acreditou nele, apoiando-o, mesmo quando ninguém quis acreditar na mensagem que ele pregava;
Como SARA...embora tenha duvidado da palavra de Deus, arrependeu-se, tornando-se mãe de uma grande nação;
Como REBECA..., que aceitou a vontade de DEUS para sua vida, sem hesitar;

Como RAABE..., que se arrependendo de sua vida de pecados, se deixou ser usada por DEUS, ajudando numa das grandes vitorias do povo de Deus;
Como RUTE..., que deixou para trás o seu povo, sua crença, seus habitos, sua historia e através de sua sogra Noemi seguiu a Deus e viveu uma linda história de amor com Boaz;
Como DÉBORA, a profetiza e juíza que julgava o povo com sabedoria e justiça, considerada uma abelha em época de paz e uma vespa em tempos de guerra;
Como ANA... que orou pedindo um filho, e o devolveu a Deus para que ele se tornasse um grande profeta;
Como ABGAIL...mulher sensata, prudente, que evitou uma guerra, e impediu que muitos fossem mortos;
 Como ESTER... mulher fiel a Deus, disposta a morrer pela sua fé e pelo seu povo;
Como MARIA... que com humildade, aceitou ficar grávida pelo Espírito Santo, antes de estar casada, numa época, em que isso, poderia lhe custar a vida.
Como MARIA MADALENA, que após ser convertida expressou sua gratidão a Jesus, de uma forma tão singular que sua história é contada até hoje;
Como DORCAS ... UM EXEMPLO DE BONDADE E AMOR AO PRÓXIMO;
Como LIDIA, mulher de coração aberto as mensagens de DEUS;
Como EUNICE E LÓIDE....mulheres de fé, que souberam criar seus filhos no caminho de Deus, em momentos difíceis.
Portanto, Você, mulher valorosa que está lendo esta mensagem, põe-te em pé e faça a diferença com ousadia, sabedoria e discernimento em Deus, renovando EM fé,  amor, com desprendimento, com humildade, com coragem e perseverança.
Com carinho profetizo bênçãos em sua vida.
Abraço!
Rutilene P. Barreto